segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

13 razões para trabalhar como Freelancer

Já imaginou não ter que ouvir constantemente o seu chefe a dizer o que tem que fazer ou poder definir você mesmo o seu horário de trabalho? Estas são apenas duas das inúmeras vantagens de quem trabalha como freelancer pode conseguir. Ter o seu próprio negócio é um objectivo que está na mente de muitos trabalhadores mas a verdade é que poucos o conseguem atingir.

As razões podem ser variadas, mas talvez a mais significativa de todas seja o facto de não acreditarem que isso realmente pode acontecer. Para que essas dúvidas não surjam na sua cabeça, no artigo de hoje dou-lhe 13 razões porque deve trabalhar como freelancer, para que consiga realmente ver que este estilo de vida tem muito mais factores positivos que negativos.

PORQUÊ NEM TODOS CONSEGUEM TRABALHAR COMO FREELANCERS?

Ter o seu próprio negócio trás muitas vantagens é certo, mas também implica muita dedicação, persistência, organização pessoal e um acreditar muito grande. Infelizmente, nem todos conseguem ter essas capacidades e acabam o resto da sua vida trabalhando sobre as ordens de alguém e recebendo o que esse alguém pensa que você deve receber. Por vezes as pessoas chegam à reforma frustradas, pois nunca tiveram tempo para fazer aquilo que realmente gostavam de ter feito culpando quase sempre a falta de tempo.

Trabalhar deve ser uma coisa que nos proporcione prazer e não algo considerado como tempo perdido. Mas isso parece ser muito pouco provável para alguém que trabalha para outra pessoa, ficando sujeito às horas que essa pessoa decidir.
Com o artigo de hoje espero conseguir mostrar todos os pontos positivos que um trabalho como freelancer pode ter, ajudando-o a perder o medo de trabalhar por conta própria.

1. DEFINA O SEU PRÓPRIO NEGÓCIO

Trabalhar como freelancer bem poderia ser sinónimo de liberdade. A meu ver, este é o ponto que me motiva mais a trabalhar por conta própria. Engane-se quem pensa que ter horário livre significa poder passar a manhã na cama e ficar o resto do dia sem fazer nada. Definir o seu próprio tempo de trabalho significa trabalhar às horas que quer o tempo que quiser. Não precisa de cumprir aquele tempo das nove as seis no escritório ou correr o risco de passar aquele final de semana do seu aniversário a trabalhar. Terá que fazer pelo seu negócio, disso não tenha dúvidas, mas nesse caso você é que decide quando e como o deve fazer.

2. GANHE 100% DAQUILO QUE O SEU NEGÓCIO LUCRAR

Já alguma vez tentou saber quanto gera para a sua empresa e com quanto você fica no final do mês? Se ainda não o fez aconselho que não o faça, pois poderá ficar extremamente desmotivado. É frustrante ver que por vezes apenas recebemos 5 a 10 por cento daquilo que geramos para a empresa. Quando você trabalha como freelancer, tudo o que gerar fica para si. É óbvio que assume o risco se o negócio correr mal, terá que investir, etc. Mas aí terá que fazer opções. Prefere trabalhar a vida toda para receber apenas uma pequena parte daquilo que produz ou ficar com a totalidade dos lucros, mesmo correndo algum risco?

3. TRABALHE ONDE QUISER

Imagine o dia de um trabalhador num escritório: acorda, toma o café da manhã, pega no carro e vai para o escritório. E ali passa grande parte do seu dia, fechado numa sala com alguns metros quadrados, esperando por alguns dias de férias para poder passar algum tempo ao ar livre. A menos que opte por ter um estabelecimento fixo, trabalhar como freelancer significa poder definir o local onde quer produzir os seus produtos ou realizar os seus serviços. Numa esplanada de café, no banco de um jardim ou mesmo em outra cidade longe da sua residência, qualquer local serve desde que leve o seu portátil ou telemóvel.

4. VOCÊ DEFINE O FUTURO DO SEU NEGÓCIO

Uma das coisas que me levou aos poucos a abandonar a minha antiga profissão foi o facto de não poder definir o rumo que a empresa tomava. Existiam problemas que eu conseguia visualizar e programava uma solução, mas não podia tomar nenhuma atitude pois estaria sempre dependente de quem me liderava para poder resolver aquele problema. A verdade é que tendo o seu próprio negócio é você quem define o que deve ser feito para que o seu trabalho seja mais produtivo. Poder comandar e ter as decisões apenas a depender de si, confere uma sensação de liberdade que será impossível de conseguir caso trabalhe por conta de outro.

5. APRENDA MAIS E MAIS RÁPIDO

Ao criar o seu próprio negócio estará também a colocar maiores responsabilidades em cima dos seus ombros, pois à mínima falha não poderá culpar o colega do lado pelo erro, você será sempre o responsável. Ao ter essa maior responsabilidade acaba por exigir muito mais de si, abrigando-o a estar mais atento às suas atitudes. Esse novo peso que terá em cima dos seus ombros, apesar de parecer bastante stressante ao início, a verdade é que permite que cresça como profissional de uma maneira muito mais rápida, algo que dificilmente conseguiria trabalhando como empregado. Essa atenção redobrada que terá que ter faz com que sinta a necessidade de aprender mais, de modo a estar sempre um passo à frente dos seus concorrentes. Trabalhar como freelancer aumenta as suas responsabilidades, mas com certeza aumentará também (e muito) a sua capacidade de trabalho.

6. AUMENTO DA PRODUTIVIDADE

Como referi no ponto acima, ter o seu negócio aumentará as suas responsabilidades, o que também provoca outro factor: aumento da proatividade. Com toda a exigência que vai ser sujeito, irá aprender a não ter que ter sempre alguém a dizer o que deve fazer, passará a ter mais iniciativa própria e ficar menos dependente das ordens de outra pessoa. Ser proativo é sem dúvida uma das grandes armas das pessoas de sucesso, que sabem que para atingir o topo de seja em que área for, dependem em grande parte delas próprias, da sua vontade de atingir esse sonho.

7. NÃO CORRE O RISCO DE SER DESPEDIDO

Quando falei em criar o meu próprio negócio, a principal frase que eu ouvi, e não foram poucas as vezes, foi a seguinte: “Porque não continuas aqui a trabalhar, tens o teu salário fixo ao final do mês e vais crescendo financeiramente com o passar do tempo”. Parece-lhe familiar? Bem, esta frase tem duas coisas que qualquer freelancer ou empresário de sucesso não pode concordar: a primeira é que o crescimento não deve ser feito ‘com o passar do tempo’, pois quem pensa assim arrisca-se a não evoluir na carreira; a segunda é que, e hoje mais do que nunca, o salário não é uma coisa certa ao final do mês. Ninguém lhe garante que de hoje para amanhã continuará no seu emprego. Se trabalhar como freelancer, só não ganhará muito dinheiro se não conseguir manter o seu negócio. A responsabilidade será sempre sua e será você quem decide o seu futuro, podendo garantir para sempre o seu emprego se for bem sucedido.

8. CRIA A SUA PRÓPRIA REDE DE CONTACTOS

Ser freelancer significa, pelos menos numa fase inicial, ser o gestor de toda a sua rede de contactos, pois na verdade terá que vender um produto ou um serviço a alguém e terá que procurar quem esteja interessado nele. Essa mesma rede de contactos é uma garantia que poderá vender mais do mesmo produto, criando laços que podem ser bastante benéficos para o futuro do seu negócio.

9. MAIOR RECONHECIMENTO

Muitas vezes vemos excelentes produtos no mercado mas não fazemos a mínimo ideia de quem está por trás de tudo isso, apenas temos conhecimento que foi produzido pela empresa X. Quando trabalha como freelancer e realiza um bom trabalho, acaba por ficar com todos os créditos dessa sua iniciativa, abrindo novas portas para realizar projectos mais aliciantes e compensadores a nível financeiro e profissional.

10. NÃO TERÁ QUE ATURAR O PATRÃO

Por vezes, além da não gostarmos das tarefas que o nosso chefe nos manda realizar, ainda temos que aturar as más variações de humor que ele possa ter, acabando por estragar todo o nosso dia. Um bom chefe pode levá-lo ao sucesso mas um mau pode arruinar com a sua auto-estima. No seu próprio negócio você é o seu líder, dá as suas próprias ordens e tenta encontrar a melhor forma de se motivar.

11. NÃO TERÁ DE IMPLORAR PARA SER AUMENTADO

Se o seu negócio crescer, os seus lucros crescem com ele. Nada mais simples que isto. Se o seu negócio crescer 50% num ano, os seus lucros irão reflectir essa subida. Quantas vezes isso acontece num emprego normal? É raro.

12. NÃO TERÁ PROBLEMAS COM FÉRIAS

Combinar o período de férias com o seu chefe é sempre aquele assunto chato. Poderá tirar uma semana aqui, outra ali e por vezes até corre o risco de ficar sem alguns dias de férias. O que você faria se trabalhasse como freelancer? Poderia optar por pelos dias que queria tirar de férias sem ter que justificar nada a ninguém. Essa liberdade faz com que possa ir trabalhar mais satisfeito, consequentemente produzindo mais e melhor.

13. SERÁ MAIS FELIZ

É verdade, toda esta liberdade, hipótese de aumentar os lucros ou ter o seu nome reconhecido, faz que se sinta mais satisfeito com o seu trabalho, aumentando em muito as possibilidades de ter sucesso na sua área. Poder ser o dono do seu tempo e de si mesmo é sem dúvida uma das chaves para a felicidade.

AINDA TEM DÚVIDAS?

O medo é, na maioria dos casos, o principal factor que impede as pessoas de atingirem o sucesso. Faz com que não acreditem em si mesmas, aumentando em muito as hipóteses de falharem. No artigo de hoje dei-lhe várias razões porque deve arriscar e trabalhar como freelancer, mostrando que apesar de existirem riscos associados, a verdade é que ter o seu próprio negócio também tem pontos positivos e que quando são alcançados, podem mudar completamente a sua vida.
E você, já pensou em trabalhar como freelancer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário