segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Como tomar a decisão de se tornar um Freelancer?

Escolher quando é o momento certo de começar a trabalhar como freelancer não é uma pergunta fácil de responder, especialmente se tiver contas para pagar no final do mês. Na verdade não existe um momento certo para deixar o seu emprego actual e começar a trabalhar por conta própria. O que pode acontecer são um conjunto de situações que você pode preparar para que se sinta mais seguro para deixar o seu emprego actual e começar a produzir no seu próprio negócio.
Quando pensar em se iniciar no mundo de freelancing, terá três opções:
  • Trabalhar o próprio negócio em part-time
  • Despedir-se  do seu emprego
  • Começar a preparar o seu despedimento atempadamente
Conseguir encontrar a melhor forma de abandonar o seu emprego depende única e exclusivamente de si. Não lhe vou dizer que existe a forma correcta, pois não conheço a sua realidade. Vamos analisar todas as três situações no artigo de hoje, sabendo que todas as elas são bastante viáveis nos dias que correm. Todos somos seres diferentes e para isso as decisões que tomamos não são iguais. Muitas pessoas têm receio de despedir-se do seu emprego.Outras nem tanto.
Não há problema, poderá fazê-lo da forma que considerar mais correcta. O importante será criar um objectivo na sua cabeça, sabendo que terá que atingir uma meta, que é a de tornar-se freelancer. Cada um tem o seu tempo de adaptação a uma nova realidade e você terá que encontrar a sua. Vamos então à análise, com as principais vantagens e desvantagens das três opções.

TRABALHAR NO SEU PRÓPRIO NEGÓCIO A PART-TIME

Tomar esta opção significa que você tem vontade de continuar no seu emprego actual, mas também quer montar o seu próprio negócio para ver o que acontece. É de todas a opção mais segura financeiramente, especialmente para quem tem contas para pagar ou uma família para sustentar. Irá necessitar de uma organização muito maior da sua parte, pois terá que manter a sua produtividade no emprego anterior, enquanto começa a singrar no seu trabalho como freelancer.
Dependendo do seu negócio, terá que em média perder mais duas a três horas por dia, passando a trabalhar cerca de 10 a 11 horas diariamente. Esta opção acaba por dificultar o crescimento do seu negócio, pois terá menos tempo para dedicar a ele.A longo prazo, torna-se também uma opção muito desgastante, que pode acabar por prejudica-lo no seu emprego a tempo inteiro.

Vantagens

  • Mantém a sua capacidade financeira enquanto inicia o novo projecto
  • Se falhar, o máximo que pode acontecer é perder algum do seu investimento e do seu tempo
  • Não corre risco de ficar sem trabalho, pois manteve o seu emprego anterior
  • Começará o seu negócio com mais confiança, podendo falhar e continuar a ter o seu rendimento mensal igual

Desvantagens

  • O seu trabalho como freelancer demorará muito mais tempo a crescer
  • O facto de saber que tem um emprego garantido, levará a que não se aplique tanto no seu negócio
  • Por vezes não consegue dedicar-se a quantidade de tempo que o seu negócio merecia
  • Poderá começar a ter problemas de gestão de tempo com o seu emprego anterior

DESPEDIR-SE DO SEU EMPREGO

É uma situação praticamente suicida, em que o freelancer parte para uma situação do tudo ou nada. Neste caso não poderá falhar, pois a sua vida financeira depende do seu negócio. Antes de tomar esta decisão aconselho uma coisa: faça as suas contas. Veja que despesas fixas tem, quanto lhe custam por mês e prepare uma poupança, no caso do seu negócio correr mal.
Imagine que durante os primeiros três meses de investimento não conseguiu um único real ou euro. Dificilmente irá acontecer, mas se ocorrer essa situação, você terá uma boa poupança para manter as suas necessidades básicas durante esse tempo. A pergunta que deverá fazer antes de tomar a opção de iniciar o seu negócio como freelancer deve ser esta: “O que de pior me poderá acontecer se o meu novo negócio correr mal?”. Ao responder a esta questão, está a retirar todas as dúvidas que a sua cabeça possa ter. Já tem o seu carro pago? Pode ir viver para casa dos pais caso seja necessário? Poderá voltar a trabalhar na sua área?
Como pode ver, o mundo não irá acabar se o seu investimento como freelancer não correr como esperado. Apenas terá que fazer alguns ajustes na sua vida, mas a verdade é que nesse caso você tentou e deu o seu melhor. Não conseguiu? Bem, talvez você não tenha nascido para ter o seu próprio negócio. O que quero lhe mostrar é que o medo que assusta as pessoas de abandonarem o seu emprego e ingressarem no mundo dos empresários não tem razão de ser.
Além de tudo, ao iniciar o seu negócio sem ter nenhum emprego, irá criar uma sensação de necessidade. Se não tiver sucesso não terá rendimentos. Esta vontade acaba por tornar-se favorável para o seu lado, que é obrigado a dar mais de si e superar as suas dificuldades, ultrapassando os seus limites.

Vantagens

  • Parte para uma situação suicida, onde a necessidade irá obriga-lo a ser melhor
  • Terá todo o tempo do mundo para se dedicar ao seu projecto
  • Não tem outras preocupações além do seu novo projecto
  • Poderá produzir uma quantidade muito maior de conteúdos

Desvantagens

  • Situação financeira no limite
  • Vai para o tudo ou nada, o que pode criar uma pressão muito grande
  • Terá que procurar outra solução caso não dê certo

PREPARAR O SEU DESPEDIMENTO ANTECIPADAMENTE

Este ponto difere-se do primeiro por uma simples razão: neste você começa a trabalhar no seu projecto com o objectivo de largar o seu papel de empregado. No outro não. O seu objectivo é trabalhar como freelancer para o resto da vida. Esta é a meu ver a melhor opção. Se começar a preparar antecipadamente a sua mudança de vida, terá tempo para organizar o seu novo projecto, sem correr grandes riscos. Comece por poupar bastante dinheiro. Mais algum do que os que juntaria se tivesse que passar três meses sem conseguir rendimentos.
Desta forma, poderá ficar mais à vontade para poder investir no seu negócio caso exista alguma novidade no mercado que valha a pena. Preparar para iniciar a sua vida como freelancer também implica estudo. Se vai criar um site por exemplo, não basta que tenha uma boa escrita, apesar disso ser o essencial no seu negócio. É determinante que tenha conhecimentos de wordpress ou de como ganhar dinheiro na internet por exemplo. De que lhe adianta ter um site com bastantes visitas mas que não lhe gera rendimentos ao final do mês?
Com este passo em frente que está a ter, poderá também começar um estudo intenso do que vai produzir. Aproveite para ver como fazem os melhores no seu ramo, quais as novidades e o que fazem eles para conseguir vencer. Veja se o seu mercado é rentável. Talvez comercializar vestidos de padres ou anzóis para pescadores não dê tantos rendimentos como sites de apostas ou falar sobre afiliados por exemplo.

Vantagens

  • Não corre riscos financeiros, visto que se prepara com antecedência
  • Terá mais tempo para estudar o mercado
  • Só sairá do seu emprego quando tiver tudo preparado
  • Começa com um objectivo em mente

Desvantagens

  • Terá que pensar no projecto enquanto tem o outro emprego

QUAL DESTAS OPÇÕES ESCOLHERIA?

Como já referi, a meu ver a melhor forma de iniciar a sua vida como freelancer é na última opção. Existem livros que referem esta como a decisão a tomar, outros nem tanto. Contudo, qualquer que seja a sua escolha estará no caminho certo para iniciar o seu próprio negócio. E o leitor, qual das opções escolheria? Já experimentou algumas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário