terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Ser ignorante pode ajudá-lo a ser mais produtivo

Vivemos num mundo onde temos muitas coisas em abundância. Comida, publicidade ou programas de televisão. E devido a isto, sentimos a necessidade de conseguir dar atenção a tudo. Pensamos que se não estivermos por dentro de todos os assuntos que estão na ordem do dia estamos excluídos desta sociedade onde tudo acontece muito depressa. A notícia que lhe tenho para dar causar-lhe alguma estranheza, mas a verdade é que por vezes ser ignorante pode ser bom para o seu negócio como freelancer.
Como referi em artigos anteriores, se quiser ter o seu próprio negócio é determinante que seja prático e que use o seu tempo da melhor forma. Ser organizado e definir bem o que quer podem ser factores que o façam distanciar da sua concorrência. E se tentar saber um pouco de todos os assuntos que estão na ordem do dia, o melhor será esquecer a sua eficácia. Perderá mais tempo a acompanhar o que acontece do que realmente a ser produtivo. Por isso seja ignorante.


É imperativo que direccione as suas forças para o que para o que é importante e aprenda a ignorar tudo o que seja irrelevante. Vou lhe dar um exemplo prático. Como jornalista sempre escrevi sobre economia e desporto. Duas secções a que era obrigado a saber tudo o que acontecia. Contudo, deixava para trás áreas do jornal como a sociedade ou a saúde. Porquê? Porque queria ser realmente bom naquela área em que estava inserido, portanto deveria concentrar todas as minhas forças em notícias e revistas que falassem sobre economia ou desporto.
O mesmo acontece com o seu negócio como freelancer. Se quer trabalhar na área de ganhar dinheiro na internet, ser psicólogo ou jogador de futebol, é determinante que concentre todas as suas forças para essa área. Eu chamo a isto a dieta da informação. Funciona da mesma forma que a sua alimentação: poderá comer em grandes quantidades, mas o mais importante será sempre comer com qualidade.

Vantagens de ser ignorante

  • Poderá concentrar todas as suas forças no seu objectivo
  • As suas energias são apenas canalizadas para aquela meta, o que garante melhor qualidade nas horas que perde
  • Dominará tudo sobre a área
  • Não será interrompido por acções que não ajudam em nada o seu negócio
  • Não enche a sua cabeça com problemas que não pode resolver

COMO POSSO COMEÇAR A FAZER ISSO?

Acredite que não é tarefa fácil começar a ignorar todo o mundo que o envolve para se concentrar naquilo que realmente é importante. Nos primeiros tempos sentirá que está perdido, pois verá os seus amigos a falarem de assuntos que você não faziam a mínima ideia que tinham acontecido. Não se preocupe. Afinal de contas, o seu objectivo é fazer o seu negócio crescer ou ser uma pessoa que sabe de tudo mas que não cumpre os seus objectivos? Chama-se definir prioridades. Por isso defina-as e concentre-se no que deve realmente fazer.
A melhor maneira de saber se está a ter a atitude correcta é perguntar a si mesmo: Será que posso ter alguma influência sobre aquilo que está a chamar a minha atenção? Vou explicar-lhe isto de uma forma mais simples, pegando novamente em exemplos de jornais. Sei que muitas desgraças acontecem no mundo, sejam elas cheias, guerras ou genocídios. E elas aparecem sempre com grande destaques nos meios de comunicação. São sempre de lamentar é um facto. Contudo, será que você poderá ter alguma influência sobre o que está a acontecer? Será que as horas que perde a ler sobre esse assunto vão mudar algo na sua vida? Poderá sem dúvida, se enviar donativos ou alguma ajuda financeira. Caso contrário, o melhor será mesmo ignorar toda esta informação.

Alguns exemplos práticos do que deve fazer:

  • Leia apenas os títulos dos jornais e pouco mais
  • Esqueça a televisão enquanto está a querer ser produtivo. É a pior das distracções
  • Sites como o Facebook são para momentos de lazer. Não misture trabalho com horas de ócio
  • Não veja os emails a toda a hora, guarde uma hora do dia para eles
  • Comentar assuntos irrelevantes durante as suas horas de produção são interrupções fatais. Se não servem para melhorar o seu trabalho, simplesmente não servem

COMO SER POUCO IGNORANTE NAQUILO QUE FAZ

Visto que falamos da importância da ignorância no que toca ao que está fora dos seu negócio como freelancer, existe outra parte da sua vida onde você não pode andar desinformado, que é o seu ramo de negócio. Aí você tem que dominar todos os assuntos, saber das últimas novidades e estar um passo à frente dos seus concorrentes. Para isso faça o seguinte: assine a melhor revista do ramo, leia os cinco melhores sites sobre o seu negócio diariamente e compre um livro por mês. São apenas seis coisas, mas que somadas, consomem muito tempo do seu dia. Contudo, se não ignorar a informação que definitivamente não interessa, não terá tempo para ir direito ao que realmente interessa, ou seja, informar-se sobre a sua área. Nesta caso, menos é mais. O resto é conversa.
Não digo que o leitor não deva ler assuntos que estejam fora do seu negócio. Também não digo para que não veja televisão ou que não passe alguns minutos por dia no Facebook. Nada disso. Eu próprio faço isso. O que quis lhe mostrar com o artigo de hoje, é que deve ver isso como hobbies do seu dia-a-dia, que só fará isso quando tiver alguma tempo livre. Até lhe fazem bem para ganhar imaginação para depois ser mais produtivo.
“Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância” (Sócrates)

Nenhum comentário:

Postar um comentário